Antropologia na análise de situações periféricas urbanas

(Anthropology in the analysis of urban peripheral situations)
Autor(es): Maria Gabriela Hita, John E Gledhill

Referência Geográfica: Bahia
Ano: 2010
Nº: 23

PDF Clique aqui para baixar este artigo


Palavras-chave: marginalidade; informalidade e desigualdade; redes sociais; organização comunitária; novos atores; política urbana.
Keywords: marginality; informal and inequality; social networks community organization; new actors; urban policy.

Resumo
Através da análise sobre a diferenciação existente entre distintas áreas pobres da cidade de Salvador, os caminhos que distintas redes sociais traçam entre distintos espaços da cidade, a importância de contextos e histórias particulares em conformar a capacidade de moradores de favela de atuar coletivamente, e a emergência de novos tipos de atores políticos e comunitários, sugere-se que uma análise sociologicamente mais ampla, focada numa análise mais etnográficas de como as pessoas vivem, pode oferecer tanto uma melhor compreensão de como e por que distintas “situações urbanas periféricas” diferem entre si, como oferecer melhores pistas para a reformulação de políticas públicas, iluminando importantes mudanças espaciais, sociais, políticas e simbólicas de significados de “situações urbanas periféricas” nessa metrópole.

Abstract
Through the analysis of the differentiation that exists between different poor areas of the city of Salvador, the paths that distinct social networks trace between different zones of the city, the importance of particular contexts and histories in shaping the capacity of slum dwellers to act collectively, and the emergence of new kinds of political and community actors, we suggest that a more holistic sociological analysis, based on a more ethnographic analysis of how people live, can offer both a better understanding of how and why distinct “peripheral urban situations” differ from each other and also offer a better basis for reformulating public policies, illuminating important spatial, social, political and symbolic changes in the meanings of “peripheral urban situations” in this metropolis.