Criatividade e governança na cidade. A conjugação de dois conceitos poliédricos e complementares

(Creativity and governance in the city. The conjugation of two complementary polyhedral concepts)
Autor(es): João Seixas, Pedro Costa

Referência Geográfica: Portugal, Espanha, São Paulo
Ano: 2011
Nº: 25

PDF Clique aqui para baixar este artigo


Palavras-chave: criatividade;governança urbana;vitalidade urbana
Keywords: creativity;urban governance;urban vitality

Resumo
Este texto foi desenvolvido no âmbito de um projeto de investigação que procura observar e interpretar formas e fluxos de governança (sociopolítica e cultural) associadas a dinâmicas criativas nas cidades. Resulta de um trabalho de reflexão teórica e crítica em torno de conceitos de base (criatividade, vitalidade e governança na cidade) e da projeção empírica de tais perspectivas em 3 territórios metropolitanos: Lisboa, São Paulo e Barcelona. Identificam-se as diferentes perspectivas em torno dos conceitos e respectivas dinâmicas de complementaridade e de conectividade entre eles; mas também as condições estruturantes e metabólicas para o desenvolvimento sustentado de criatividade na cidade de hoje, quer no que concerne às suas configurações espaciais/geográficas, mas também aos ambientes socioculturais e económicos associados. Equacionam-se ainda formas de promoção e de apoio público e privado da criatividade urbana, discutindo-se estratégias políticas e processos de governança para a sua potenciação.

Abstract
This text was based on a research project that observed and interpreted forms and flows of socio-political and cultural governance associated to urban creative dynamics. It results from a theoretical, critical reflection focused on basic concepts – namely, creativity, vitality and governance in the city – and from an empirical projection of such perspectives in three metropolitan territories – Lisbon, São Paulo and Barcelona. Different perspectives are identified regarding the concepts and respective dynamics offs complementarity and connectivity among these; and also the structuring and metabolic conditions for sustained development of creativity in the contemporary city, whether with regard to spatial/geographical configurations, or to associated socio-cultural and economic spheres. Furthermore, forms of public and private promotion and support for urban creativity are raised, leading to discussion of political strategies and governance processes for its potentiation.