Segregação territorial, conhecimento estatístico e governação urbana. Leitura foucaultiana dos casos de França e de Portugal

(Territorial segregation, statistical knowledge and urban governance. A Foucauldian approach to the cases of France and Portugal)
Autor(es): Isabel Pato, Margarida Pereira

Referência Geográfica: Portugal
Ano: 2013
Nº: 29

PDF Clique aqui para baixar este artigo


Palavras-chave: segregação territorial; bairro social; estatística; governação urbana
Keywords: territorial segregation; council states; statistics; urban governance

Resumo
O artigo resulta de uma reflexão sobre as estatísticas oficiais produzidas para o conhecimento da segregação territorial, desenvolvidas nas últimas décadas em França e Portugal. Parte-se da ideia de que as preocupações de base e as metodologias adotadas na produção do conhecimento estatístico traduzem as mudanças epistemológicas e políticas que caraterizam o planeamento e a intervenção urbana. Primeiro discute-se o conceito de segregação territorial, e, em seguida, analisa-se, numa abordagem foucaultiana, as relações entre o conhecimento estatístico e o exercício de poder. As estatísticas são olhadas como uma tecnologia de governabilidade ao serviço da governação urbana dirigida a territórios urbanos segregados, que se revela empenhada no controle e visibilidade como estratégia política.

Abstract
This article is the result of a reflection on the official statistics produced for a better understanding of the territorial segregation that has developed in the last decades in France and Portugal. The point of departure is the idea that the main concerns and the methods adopted in the construction of the statistical knowledge reflect the epistemological and political changes that characterize urban intervention and planning. Firstly, the concept of territorial segregation is discussed, and then, using a Foucauldian approach, the relations between statistical knowledge and the exercise of power are analyzed. Statistics are perceived as a technology of governability in the service of urban governance, focusing on segregated urban territories. This technology is deeply committed to control and public visibility as political strategies.