Governança em um mundo suburbano emergente

(Governance in an emerging suburban world)
Autor(es): Pierre Hamel, Roger Keil

Referência Geográfica: Canadá
Ano: 2016
Nº: 37

PDF Clique aqui para baixar este artigo


Palavras-chave: subúrbios; cidades; atores; go- vernança; subúrbios canadenses; realidades pós- -suburbanas.
Keywords: suburbs; cities; actors; governance; Canadian suburbs; post-suburban realities.

Resumo
Cada vez mais, as cidades estão sendo definidas através de suas periferias. Essa observação resulta do que tem sido explorado por pesquisadores urbanos no mundo todo. O desenvolvimento suburbano, com diversas modalidades de governança – através do Estado, acumulação de capital e autoritarismo privado – está transformando as regiões das cidades de uma forma inesperada. A diversidade de formas espaciais que modelam o desenvolvimento urbano/ suburbano faz parte de um crescimento periférico que está introduzindo uma nova escala para se compreender as questões urbanas, a metrópole ou a região da cidade. O artigo está dividido em quatro partes. Primeiro, consideramos a expansão dos espaços suburbanos para ressaltar as novas questões urbanas que estão emergindo em escala regional. Em seguida, nos debruçamos sobre os mecanismos de governança suburbana. Finalmente, após aborda- mos a situação canadense, comparamos o modelo de governança suburbana em sociedades colonizadoras anglo-saxãs a outras formas e/ou modelos de suburbanização que prevalecem em outras partes do mundo.

Abstract
Cities are increasingly defined through their peripheries. This observation is the result of what has been explored by urban researchers worldwide. Suburban development, with diverse modalities of governance – through the state, capital accumulation and private authoritarianism – is transforming city regions in an unexpected way. The diversity of spatial forms shaping urban/suburban development is part of a peripheral growth bringing in a new scale for understanding urban issues, the metropolis or the city region. The paper is subdivided in four parts. First, we take into account the expansion of suburban spaces in order to highlight the new urban issues emerging at a city regional scale. Second, we look at framing the mechanisms of suburban governance. Then, after paying attention to the Canadian situation, we compare the model of suburban governance in Anglo Saxon settler societies to other forms and/or models of suburbanization prevailing in other parts of the world.