A metrópole entre o neoliberalismo e o comum: disputas e alternativas na produção contemporânea do espaço

(The metropolis in-between neoliberalism and the common: disputes and alternatives in the contemporary production of space)
Autor(es): João Bosco Moura Tonucci Filho, Felipe Nunes Coelho Magalhães

Referência Geográfica: Brasil
Ano: 2017
Nº: 39

PDF Clique aqui para baixar este artigo


Palavras-chave: metrópole; neoliberalismo; financeirização; o comum; comum urbano.
Keywords: metropolis; neoliberalism; financialization; the common; urban commons.

Resumo
Oposto às racionalidades neoliberais que tendem a estender os imperativos do mercado e da propriedade privada a todas as esferas da vida, o comum delineia a construção de formas cooperativas de produção e gestão de recursos compartilhados. Propomos, neste artigo, uma breve reflexão teórica acerca de como as contradições da produção do espaço da metrópole contemporânea podem ser compreendidas a partir do embate entre esses dois polos políticos contrapostos – o neoliberalismo e o comum. Para tanto, exploramos injunções e cruzamentos geo-históricos entre neoliberalismo e metrópole, assim como processos de endividamento e financeirização da cidade. Apresentamos as principais formulações críticas do comum e apontamos para a crescente relevância do comum urbano como alternativa à metrópole do neoliberalismo.

Abstract
In opposition to neoliberal rationalities that tend to extend the imperatives of the market and of private property to all spheres of life, the common delineates the construction of cooperative forms of production and management of shared resources. In this article, we propose a brief theoretical reflection on how certain contradictions in the production of space in the contemporary metropolis can be understood through the clash between these two opposing political poles – neoliberalism and the common. The paper explores geo-historical injunctions and interlacements between neoliberalism and the metropolis, as well as the processes of indebtedness and financialization of the city. We present the main critical theoretical formulations concerning the common and highlight the growing relevance of the urban commons as an alternative to the neoliberal metropolis.